A solidão da vida,
Longo ensaio
Da solidão da morte 


Helena Kolody
2 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!