terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Recordo-te
E és a mesma
Ternura quase impossível
De suportar
Por isso fecho os olhos



Alexandre O'Neill
Postar um comentário

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...  Quantas frases mal pronunciadas, sussurradas, cheias de uma pressa, de apelo e de fé elevei ...