queria ter o sol só para mim,
tê-lo de forma a dele poder 

de vez em quando ceder parte
 apenas a um dos meus mais íntimos amigos.






Luís Miguel Nava
9 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!