quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Por entre os dedos... Como areia...


"(...) essa música indefinida machucando por dentro, como se estivesse desde sempre aqui, escorregando devagar..."




Caio Fernando de Abreu
Postar um comentário

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...  Quantas frases mal pronunciadas, sussurradas, cheias de uma pressa, de apelo e de fé elevei ...