Penso nos lugares aonde não mais voltarei:


Não para dizer que neles se encerrou


O que deles ou através deles eu poderia ter sido.


Apenas para lembrar


Que nunca lhes poderei dizer adeus.








Luís Filipe Castro Mendes
3 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!