Nomeei-te no meio dos meus sonhos 
Chamei por ti na minha solidão 


Troquei o céu azul pelos teus olhos 
E o meu sólido chão pelo teu amor.








Ruy Belo
4 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!