Estou aprendendo a ver as cores do mundo a escutar os sons que a natureza emite a perceber que o bater das asas de um pássaro não é apenas um voo e que uma borboleta nem sempre foi tão bela. Estou descobrindo a beleza oculta da vida. E começando a acreditar que posso puxar cortinas e abrir janelas.




Lou Witt
11 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!