"...dá-me sonhos teus para eu brincar..."



Alberto Caieiro
10 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!