'tem um violão que é pras noites de lua, tem uma varanda que é minha e que é sua...'


Tudo que não seja viver escondido numa casinhola,

pobre ou rica, com uma pessoa que se ame,

e no adorável conforto espiritual que dê esse amor

- me parece agora vão, fictício, inútil, oco e ligeiramente imbecil...



Eça de Queiroz
3 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!