'quero mover as pás dos moinhos... vento ventania...'




...O moinho já não existe; 


O vento continua, todavia...


Van Gogh
8 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!