domingo, 11 de dezembro de 2011


"A esperança.



Só a esperança, nada mais.
Chega-se um ponto, em que não há mais nada senão ela...




É então que descobrimos que ainda temos tudo."




José Saramago
Postar um comentário

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...  Quantas frases mal pronunciadas, sussurradas, cheias de uma pressa, de apelo e de fé elevei ...