terça-feira, 6 de dezembro de 2011



Enorme o seu lugar, quase o vento

         Mas é dentro de mim mesmo que cabe

                Não há vogais a mais no silêncio

                          Que morre se faltar a palavra

                                   E depois falou:

                                              - Preciso mais

                                         Sempre de você
- amor.


                                         Nando Reis
Postar um comentário

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...  Quantas frases mal pronunciadas, sussurradas, cheias de uma pressa, de apelo e de fé elevei ...