"Certos sentimentos acorrentam,


o ser humano vira âncora, vira peso.


Alma leve tem formato de borboleta,

já viveu seu tempo de lagarta,


passou pelo processo de casulo.


Hoje, vive a certeza colorida de ser livre."






Renata Fagundes
7 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!