O Nunca Mais não é verdade.
Há ilusões e assomos, há repentes

De perpetuar a Duração.
O Nunca Mais é só meia-verdade:

Como se visses a ave entre a folhagem
E ao mesmo tampo não


Hilda Hilst
6 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!