Não temas o silêncio

Quando já não há palavras


Nas tuas mãos.


Elizabeth Azcona Cranwell
10 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!