quinta-feira, 17 de novembro de 2011



A felicidade sempre iria ser clandestina para mim.


Parece que eu já pressentia.


Clarice Lispector
Postar um comentário

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...  Quantas frases mal pronunciadas, sussurradas, cheias de uma pressa, de apelo e de fé elevei ...