ao menos,
          os teus olhos permanecem
                                            verdes todo o ano



Jorge de Sousa Braga
5 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!