"Agora, neste momento, não sei onde estás.


Imagino-te a fazer tantas coisas.


Imagino-te a não te lembrares de mim."




José Luís Peixoto
9 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!