"São de nada tempestades ante a falta que me fazes."


David Mourão Ferreira
3 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!