o meu coração respirou todo o ar e 
segue caminho por aí pairando,

se o meu coração não quiser, 
não vai descer ao peito nunca mais,

nem para amar
nem para esquecer que um dia 
decidiu calar-se e fugir de tudo...




Valter Hugo Mãe
9 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!