Há palavras como tecido: 

        incapaz de conter a explosão da pele



Nelson d" Aires
2 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!