deixavam espaços em branco,

em branco,

para as coisas que não sabiam





Ezra Pound
3 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!