"Cortaram os trigos. 


               Agora a minha solidão vê-se melhor".




Sophia de Mello Breyner Andresen
9 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!