...vivo para florescer outros jardins e sem perceber o meu se abarrota de rosas e manacás...


Pablo Neruda
3 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!