Saio dessa mais humano e
infinitamente melhor, mais paciente
me sinto privilegiado por poder vivenciar minha própria morte com lucidez e fé.



Caio Fernando de Abreu
4 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!