Quando, daqui a umas horas, a manhã vier branca e fria, saberei eu andar?


Lembrar-me-ei como se põe um pé à frente do outro? sem cair...






Al Berto


1 comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!