domingo, 18 de setembro de 2011


Pousei as minhas mãos num rosto
 e retirei-as feridas pelo amor.



Antonio Gamoneda






Agora, o esquecimento acaricia 
as minhas mãos.


Postar um comentário

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...  Quantas frases mal pronunciadas, sussurradas, cheias de uma pressa, de apelo e de fé elevei ...