"Ouço o que canta.

Sinto o que fere.

Pouco sou."



Fernando Moreira Salles
8 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!