segunda-feira, 19 de setembro de 2011


"Em teu abraço eu abraço o que existe
 
a areia, o tempo, a árvore da chuva
 
E tudo vive para que eu viva:
 
sem ir tão longe posso vê-lo todo:
 
veio em tua vida todo o vivente."


 Pablo Neruda
Postar um comentário

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...  Quantas frases mal pronunciadas, sussurradas, cheias de uma pressa, de apelo e de fé elevei ...