sábado, 17 de setembro de 2011



deito-me a ouvir a chuva e o mar
deito-me a ouvir a tua voz


enches a casa vazia


e no meu peito
nascem estrelas.



Autor Desconhecido

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...