"Se todo alguém que eu amo é como amar a lua inacessível. É que eu não amo ninguém, não amo ninguém. Eu não amo ninguém, parece incrível, não amo ninguém e é só amor que eu respiro."


Cazuza
4 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!