segunda-feira, 8 de agosto de 2011



"Se todo alguém que eu amo é como amar a lua inacessível. É que eu não amo ninguém, não amo ninguém. Eu não amo ninguém, parece incrível, não amo ninguém e é só amor que eu respiro."


Cazuza
Postar um comentário

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...  Quantas frases mal pronunciadas, sussurradas, cheias de uma pressa, de apelo e de fé elevei ...