Repudio a chuva fina:
Mesquinha, indesisa, à toa.
Ou tempestade me assina
Ou me rasgo, se garoa



Edival Perrini
3 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!