Em que ouvido ficou sua voz? Em que olhar ficou sua imagem? Em que mar ficou nosso lado a lado? Em que coração ficou suas doces palavras de amor eterno?


Caio Augusto Leite
3 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!