Você pode até conseguir tirar minhas cores, meus sons e meu ar. Você pode até conseguir tirar meus sóis e minhas noites estreladas. Todavia, jamais conseguirá tirar de mim meus sonhos.


Adriano Hungaro
10 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!