"Procuro para mim um homem sem moral, que me deixe arisca e me deite de costas mandando coisas”.


Bruna Lombardi
1 comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!