"Os beijos da tarde


São feitos de mil fragrâncias


De velhas saudades.




Humberto del Maestro
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!