Era para arrancar o amor do peito e ver o coração sangrar...


Mas a saudade em súplica, pediu para ele morrer amando...



Cida Luz
7 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!