Entre chegadas e partidas é preciso aprender a proeza de saber permanecer


Pe. Fábio de Melo 

7 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!