segunda-feira, 11 de julho de 2011

Em todo canto, a toda hora, momento por momento, dentro de cada olhar que cruza o meu sem saber que me declarei propriedade privada... De forma múltipla e depravada eu penso em você, pertenço a você e respiro você... Segundo atrás de segundo.

Saudades"

- Matheus Macedo -
Postar um comentário

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...  Quantas frases mal pronunciadas, sussurradas, cheias de uma pressa, de apelo e de fé elevei ...