É tempo de meio silêncio,

de boca gelada e suspiro,

de palavra indireta, aviso na esquina.

Tempo de cinco sentidos num só.




Carlos D. de Andrade

10 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!