- E ele, por onde anda?

Pelas ruas de um Porto. Amando mulheres, garotas, meninasAmando todas, menos à mim.


Caio Fernando de Abreu


**Não estou conseguindo fazer nenhum comentário =(


8 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!