Dói descobrir,

                              Na companhia dos outros,

                                                            O quanto nos reclama a solidão

Rui Cabral
3 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!