Difícil...

é olhar-te nos olhos e neles enxergar...
que nosso amor virou saudade...



Bruno de Paula
9 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!