sexta-feira, 8 de julho de 2011

'Deixe-me sozinha, porque assim, eu viverei em paz...Quero que sejas bem feliz...'


Coragem, às vezes, é desapego.


É parar de se esticar, em vão, para trazer a linha de volta.

É permitir que voe sem que nos leve junto.

É aceitar que a esperança há muito se desprendeu do sonho.

É aceitar doer inteiro até florir de novo.




É abençoar o amor, aquele lá,


Que a gente não alcança mais.




Ana Jácomo



Postar um comentário

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...  Quantas frases mal pronunciadas, sussurradas, cheias de uma pressa, de apelo e de fé elevei ...