De manhã me lembro de você
Não tem jeito nenhum de esquecer
Dos teus olhos, teu jeito, tua voz
Do amor que habita em nós
( Catedral 
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!