domingo, 28 de outubro de 2018


Sou a tua casa, a tua rua, a tua segurança, o teu destino. 

Sou a maçã que comes e a roupa que vestes. 

Sou o degrau por onde sobes, o copo por onde bebes, o teu riso e o teu choro, o teu frio e a tua lareira. 

O pedinte que ajudas, o asilo que te quer acolher. 

Sou o teu pensamento, a tua recordação, a tua vontade. 

E também o artesão que para ti trabalha, o medo que te perturba e o cão que te guia quando entras pela noite. 

Sou o sítio onde descansas, a árvore que te dá sombra, o vento que contigo se comove. 

Sou o teu corpo, o teu espírito, o teu brilho, a tua dúvida. 

Sou a tua mãe, o teu amante, o marfim dos teus dentes. 

E sou, na luz do outono, o teu olhar. 

Sou a tua parteira e a tua lápide. 

Os teus vinte anos. 

O coração sepultado em ti.

 Sou as tuas asas, a tua liberdade, e tudo o que se move no teu interior.

 Sou a tua ressaca, o teu transtorno, o relógio que mede o tempo que te resta. 

Sou a tua memória, a memória da tua memória, o teu orgulho, a fecundação das tuas entranhas, a absolvição dos teus pecados. 

O teu amuleto e a tua humildade. 

Sou a tua cobardia, a tua coragem, a força com que amas. 

Sou os teus óculos e a tua leitura. 

A tua música preferida, a tua cor preferida, o teu poema preferido. 

Sou o que significas para mim, a ternura que desagua nos teus dedos, o tamanho das tuas pupilas antes e depois de fazer amor. 

Sou o que sou em ti e o que não podes ser em mim. 

Sou uma só coisa. 

E duas coisas diferentes.




— Joaquim Pessoa.

sábado, 27 de outubro de 2018

Eu agradeço, eu agradeço, eu agradeço, eu agradeço, eu agradeço


Eu sou a grandeza do Universo
As faíscas que brilham na imensidão
De estrela sou chamado muitas vezes
Grande sol que ilumina a escuridão

E nas alturas eu espero ser chamado
Pra trazer a cura preciso ser convidado
Sem mais demora já estou ao seu lado
Na mesma hora sente-se aliviado



Não há verdade que eu não vá escutar
É minha linguagem, basta ela saber falar
Para ter tudo aquilo que desejar
E ser agradecido a quem tem para lhe dar

Sou eu que leio todos os seus pensamentos



E vejo o quanto você os tenta parar
Sou eu que vejo quando viram sentimentos
E que não da mais para poder controlar
É nessa hora que eu chego no vento
Nas estrelas e na luz do luar
Venho lhe dar como posso meu alento
E te ajudar aos poucos há de mim lembrar



Não hesitem em me procurar
Tenho poder e mais tudo que precisar
Sou os cometas que deixam rastros no céu
As correntezas velozes que vão pro mar

Eu agradeço, eu agradeço, eu agradeço
Eu agradeço, eu agradeço




Se as flores se misturam nos canteiros
Os ideais podem também se misturar
Se as cores se complementam nos desenhos
As diferenças podem se complementar

Não há melhor, não há grande nem pequeno
O que há é muito o que trabalhar
Cada um fazendo o seu direito
Só alegria e belezas vão brotar




Deste jardim cujo sou o jardineiro
E de amor eu sempre vou regar
És a fonte deste amor tão verdadeiro
O meu herdeiro, quem eu vou sempre cuidar

Só lhe peço verdade e respeito
Com aquele que te fez e te criou
Esse é um sábio procedimento
Para poder aumentar o seu valor



O resto é só lembrar de agradecer
Para ter sempre paz no coração
Aproveitar tudo o que merecer
E deixar a vida em minhas mãos

Eu agradeço, eu agradeço, eu agradeço
Eu agradeço, eu agradeço



Gratidão (Eu Agradeço)


Marie Gabriella






domingo, 21 de outubro de 2018

Hoje em dia, eu curto barba.


Antes, tinha que ser lindo, bem-sucedido, intelectual, culto, de esquerda, mas com carro e morando na zona oeste. 
Depois, bastava ser gato, intelectual, morar perto de casa e não me irritar. 
Com o tempo, bastava ser bonitinho e não me irritar. 

Hoje em dia, eu curto barba.


 Tati Bernardi,

sábado, 20 de outubro de 2018


Algum dia você vai olhar para trás neste momento da sua vida como um momento tão doce de luto. Você verá que estava de luto e que seu coração estava quebrado, mas sua vida estava mudando ...


Elizabeth Gilbert

sexta-feira, 12 de outubro de 2018



"Solidão" significa simplesmente ser completo.

Você é inteiro, não precisa de ninguém mais para completá-lo.

Assim, tente descobrir seu centro mais profundo, onde você está sempre só, sempre esteve só... tão pleno, tão completo e tão transbordante com todas as seivas da existência que, tendo provado sua solidão, a dor do coração desaparecerá.

Em seu lugar, um novo ritmo de imensa suavidade, paz, alegria e bem-aventurança estará presente.

Isso não significa que uma pessoa que está centrada em sua solidão não possa fazer amigos. Na realidade, só ela pode fazer amizades, porque agora isso não é mais uma necessidade, é simplesmente um compartilhar."




Osho

domingo, 30 de setembro de 2018


"Se a terra um dia for realmente religiosa, então não vamos ensinar mais o cristianismo, o hinduísmo, o islamismo ou o budismo. 

Esse é um dos maiores crimes cometidos. Nós vamos ensinar a espiritualidade, vamos ensinar a meditação, mas não seitas. 

Não vamos ensinar palavras e crenças, vamos ensinar um modo de vida, vamos ensinar a felicidade, vamos ensinar o êxtase.

Nós vamos ensinar como olhar as árvores, como dançar com as árvores, como sermos mais sensíveis, como sermos mais vivos e desfrutarmos das bençãos que a existência nos deu , mas não as palavras, nem as crenças, nem filosofias, nem teologias. 

Não, não vamos levá-las a um igreja ou templo ou uma mesquita, porque esses lugares são as fontes da corrupção. Eles corrompem a mente. Vamos deixar as crianças na natureza; esse é o templo, a igreja de verdade.

Vamos ensinar as crianças a olhar para as nuvens flutuantes, para o nascer do sol, para a lua à noite.

Vamos ensiná-las a amar, e vamos ensiná-las a não criar barreiras para o amor, para a meditação, para a espiritualidade. 

Vamos ensiná-las a ser abertas e vulneráveis, não vamos fechar as suas mentes."


(Osho)


aconteço na Margem do Tempo

...ou na ausência simétrica dos instantes,

quando, no movimento perene das pálpebras,

alguém desafia o susto a compor silêncios

e os ecos a ser conjugação simples de harmonias...







Ana de Sousa,

domingo, 2 de setembro de 2018


O evangelho está nos rios, no ruído selvagem do oceano e no silêncio das estrelas. 

A boa nova está escrita em toda parte. 

Todo o universo é uma mensagem. 

Decodifique-a. 

Aprenda a sua linguagem. 

A sua linguagem é a do aqui agora.



.
.
Osho

sábado, 1 de setembro de 2018


Com o tempo, murcharam as palavras que guardava para te dizer


As afiadas sílabas já não rompem os papéis alicerces do coração. 


Desce este silêncio sobre a casa, onde outro silêncio mais antigo já se instalara. 


Com o tempo desfolharam as ilusões, não voltarás aqui. 


Mas se por acaso regressasses de mim nada encontrarias 


...






Al Berto

domingo, 26 de agosto de 2018


Na boca reacendo uma navalha de lume para sufocar a solidão, 
e as palavras que já nada podem revelar, 
nem ajudar. 



Al Berto

Relacionamento significa algo completo, acabado, fechado.

 O amor nunca é um relacionamento: amor é relacionar-se , é sempre um rio fluindo, interminável


Osho
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...